Anvisa autoriza prescrição de remédios com Canabidiol e THC no Brasil

Nossa quanta alegria!!!    Estava aqui reunindo o material do Congresso Internacional de Aromatologia e o Congresso Internacional de Medicina Integrativa para organizar os artigos que vou compartilhar com vocês e vejam que ótima notícia: A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a prescrição e a importação de medicamentos e produtos com canabidiol e/ou tetrahidrocanabidiol (THC), substâncias encontrada na maconha e muito utilizadas em remédios que inibem convulsões. A autorização foi divulgada por meio da Resolução 66 da Anvisa, publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União.     Tive o imenso prazer de assistir a apresentação do  Dr. Elisaldo Carlini, sobre a Cannabis e fiquei encantada. Um rapaz de quase 90 anos de idade, dedicando mais de 60 anos as suas pesquisas ao USO MEDICINAL DA CANNABIS – MACONHA                    

Foi incrível! Muita riqueza de informação, esclarecimentos e a possibilidade de reconhecer ainda mais o poder desta planta medicinal sagrada!

Salve DR Elisaldo Carlini, você é um dos mais importantes responsáveis por esta conquista, te agradeço de coração!  Imagina quantas famílias poderão ter acesso a este medicamento maravilhoso ?  Muita emoção!!!  Um novo mundo é possível!

Em breve vou partilhar sobre os estudos do Dr Elisaldo Carline com vocês!

Abaixo mais detalhes sobre a autorização da ANVISA

 

De acordo com o DOU, os medicamentos contendo as substâncias deverão ser importados em caráter de excepcionalidade por pessoa física, para uso próprio, para tratamento de saúde, mediante prescrição médica. A medida dá continuidade a todo um processo de flexibilidade com relação aos medicamentos derivados da canabis. Em janeiro de 2015, a Anvisa retirou o Canabidiol (CBD) da lista de substâncias proibidas no Brasil. Com isso, o CBD passou a ser controlado e enquadrado na lista C1 da Portaria 344/98, que regula define os controles e proibições de substâncias no país.

Na verdade, a resolução tira o CBD e o THC da lista de substâncias que não podem ser prescritas ou manipuladas no país, mencionada na Portaria 344 do Ministério da Saúde.

1-canabidiol-maconha-legal-37238321458578627

 

Diz o texto da resolução

“Art. 1º O artigo 61 da Portaria SVS/MS nº 344, de 12 de maio de 1998, passa a vigorar com a seguinte redação:

‘Art. 61 (…)

§ 1º Excetuam-se do disposto no caput:

I – a prescrição de medicamentos registrados na Anvisa que contenham em sua composição a planta Cannabis sp., suas partes ou substâncias obtidas a partir dela, incluindo o tetrahidrocannabinol (THC).

II – a prescrição de produtos que possuam as substâncias canabidiol e/ou tetrahidrocannabinol (THC), a serem importados em caráter de excepcionalidade por pessoa física, para uso próprio, para tratamento de saúde, mediante prescrição médica.

§ 2º Para a importação prevista no inciso IIdo paragrafoo anterior se aplicam os mesmos requisitos estabelecidos pela Resolução da Diretoria Colegiada – RDC nº 17, de 6 de maio de 2015.” (NR)

De acordo com a Anvisa, a discussão sobre a reclassificação do Canabidiol teve início em 2014 a partir da identificação de pacientes com síndromes que levam a espasmos e epilepsia e que encontram no CBD a melhor resposta terapêutica para seus tratamentos. O Canabidiol é uma substância extraída a partir da planta Cannabis, quando o uso no Brasil era proibido.

Lembrando que pacientes com câncer em fase de quimioterapia aliviam e muito os sintomas com cigarros de cannabis (o ideal são os vaporizadores) segundo o querido médico DR Elisaldo Carlini

Agora é legalizar para tratar e curar!!!

Dr
Dr. Elisaldo Carlini