Aromaterapia | Aromatologia

QUAL A DIFERENÇA ENTRE AROMATOLOGIA E AROMATERAPIA?

AROMATERAPIA é um termo que surgiu na França, na década de 30, para representar o uso terapêutico dos óleos essenciais. Quando a aromaterapia foi levada para a Inglaterra, ela passou a ser empregada com um maior enfoque no bem-estar e com uma concepção mais holística em sua prática e menos médica. Isso fez, com o passar do tempo, que surgisse uma divisão deste conceito. Assim, temos atualmente uma ‘‘escola inglesa’’, voltada mais ao bem-estar e focada apenas no uso externo e uma ‘‘escola francesa’’, mais voltada ao tratamento de saúde e que abrange, além do uso externo, também o uso interno dos OEs.

O termo AROMATOLOGIA surgiu então nesse cenário na década de 70, também na França, e tinha a intenção de designar uma prática mais científica que a aromaterapia tinha nesse país com o estudo mais técnico e farmacológico dos óleos essenciais. Com o tempo, este conceito ampliou-se e adquiriu a concepção de ‘‘ciência’’, uma vez que o uso dos óleos essenciais vai muito além de apenas sua prática terapêutica.

Consideramos assim que a AROMATOLOGIA é o ramo da ciência que estuda os óleos essenciais e matérias aromáticas dentro de suas mais variadas práticas, englobando não só seu uso terapêutico por meio da aromaterapia, como também seu uso na gastronomia, psicologia, cosmética, perfumaria, veterinária, agronomia, no marketing e outros segmentos.

Entendido isso, vemos que a aromaterapia é apenas um dos ramos da aromatologia e, por essa razão, quando fomentamos a ocorrência do primeiro Congresso de Aromatologia no país, nossa intenção foi fazer com que esta nova ciência ganhasse credibilidade e adquirisse consistência e reconhecimento pelos meios acadêmicos e públicos. E, para fazer isso, em cada congresso são convidados palestrantes das mais diversas áreas, e com os mais diferentes conceitos, para ilustrar a amplitude que esta ciência possui. Temos, de um lado, cientistas e pesquisadores com uma base muito sólida participando sempre dos congressos e, do outro, aromaterapeutas e profissionais da saúde com visões que permeiam desde aspectos científicos, holísticos e alguns até místicos. A intenção com isso é mostrar que esse conhecimento possui várias formas de ser entendido, absorvido e praticado na vida das pessoas.

Não devemos confundir o termo AROMACOLOGIA® com AROMATOLOGIA, pois a aromacologia com letra ‘‘C’’ é uma palavra criada e patenteada em 1989, em Nova Iorque, pelo Sense of Smell Institute, formalmente conhecido como Fundação para Pesquisa do Olfato, sendo um termo criado para descrever o conceito desenvolvido para o estudo das interrelações entre psicologia e tecnologia de fragrâncias. Podemos considerar também que a AromaCologia seja um ramo da ciência mais abrangente denominada AromaTologia.

Texto do querido cientista e professor Fábián László