Sustentabilidade

Sustentabilidade vem da palavra Sustentável = que pode ser sustentado

É o equilibrio do que a gente precisa da natureza e o que a gente oferece em troca, é economizar recursos e utilizar melhor o que consumimos, economizar água e energia, reciclar, diminuir resíduos e poluentes, pensar para onde vai o que produzimos e descartamos e onde vem, como são fabricados ou produzidos até chegar em nossas mãos, harmonizar e cuidar do espírito, corpo, mente, das relações, plantar e cuidar da terra.

São quatro os conceitos;  ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente diverso.

Sustentabilidade é tratar o meio ambiente com o respeito que ele merece, retribuindo tudo que ele sempre inspirou e inspira a cada instante, a essência da renovação, a força dos resultados e a origem dos movimentos a vida.

Podemos dizer “na prática”, que o conceito de sustentabilidade representa promover a exploração de áreas ou o uso de recursos planetários (naturais ou não) de forma a prejudicar o menos possível o equilíbrio entre o meio ambiente e as comunidades humanas e toda a biosfera que dele dependem para existir. Ser consciente em sua relação com o meio ambiente e ter responsabilidade ecológica. Pode parecer um conceito difícil de ser implementado e, em muitos casos, economicamente inviável, porém com criatividade e boa vontade é possível que cada um faça sua parte. Mesmo nas atividades humanas altamente impactantes no meio ambiente como a mineração; a extração vegetal, a agricultura em larga escala; a fabricação de papel e celulose e todas as outras; a aplicação de práticas sustentáveis nesses empreendimentos; revelou-se economicamente viável e em muitos deles trouxe um fôlego financeiro extra.

Assim, as idéias de projetos empresariais que atendam aos parâmetros de sustentabilidade, começaram a multiplicar-se e a espalhar-se por vários lugares antes degradados do planeta. Áreas que antes eram consideradas meramente extrativistas e que estavam condenadas ao extermínio por práticas predatórias, hoje tem uma grande chance de se recuperarem após a adoção de projetos de exploração com fundamentos sólidos na sustentabilidade e na viabilidade de uma exploração não predatória dos recursos disponíveis. Da mesma forma, cuidando para que o envolvimento das comunidades viventes nessas regiões seja total e que elas ganhem algo com isso; todos ganham e cuidam para que os projetos atinjam o sucesso esperado.

A exploração e a extração de recursos com mais eficiência e com a garantia da possibilidade de recuperação das áreas degradadas é a chave para que a sustentabilidade seja uma prática exitosa e aplicada com muito mais freqüência aos grandes empreendimentos. Preencher as necessidades humanas de recursos naturais e garantir a continuidade da biodiversidade local; além de manter, ou melhorar, a qualidade de vida das comunidades inclusas na área de extração desses recursos é um desafio permanente que deve ser vencido dia a dia. A seriedade e o acompanhamento das autoridades e entidades ambientais, bem como assegurar instrumentos fiscalizatórios e punitivos eficientes, darão ao conceito de sustentabilidade uma forma e um poder agregador de idéias e formador de opiniões ainda muito maior do que já existe nos dias atuais.

De uma forma simples, podemos afirmar que garantir a sustentabilidade de um projeto ou de uma região determinada; é dar garantias de que mesmo explorada essa área continuará a prover recursos e bem estar econômico e social para as comunidades que nela vivem por muitas e muitas gerações. Mantendo a força vital e a capacidade de regenerar-se mesmo diante da ação contínua e da presença atuante da mão humana, porém com amor e cuidado.

              Lembrando com carinho que para ser sustentável tem de ser divertido!